Home Dicas e Dúvidas Casa ou apartamento? Descubra qual é a melhor opção para você

Casa ou apartamento? Descubra qual é a melhor opção para você

por Leonardo Ponso
AGN Imobiliária - Casa ou apartamento

Aprenda como solucionar uma das dúvidas mais comuns quando se trata de imóveis.

Quando existe interesse na aquisição de um imóvel, várias perguntas passam pela mente, do tamanho à cor das paredes, passando por localização, quantidade de quartos e afins. Porém, uma delas está quase sempre presente: casa ou apartamento?

Enquanto há pessoas que não abrem mão por nada de morar em uma casa, outras nem se imaginam em um apartamento, e existem, de fato, pontos fracos e fortes quando as opções entram em comparação.

Nós não te daremos uma resposta definitiva, mas ajudaremos na sua tomada de decisão, de modo a optar por algo com maiores chances de agradá-lo a curto, médio e longo prazo. Confira!

Apartamento ou casa: quais estão presentes em maior concentração no Brasil?

Antes de partirmos para a questão pessoal, vamos para os dados, contra os quais, como diz o ditado popular, não há argumentos.

De acordo com o Censo 2010 (edição mais recente até o momento, já que é realizado, via de regra, a cada 10 anos), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), havia aproximadamente 57,3 milhões de domicílios aptos a serem considerados como particulares e permanentes.

O Censo mostrou que aproximadamente 87% das moradias no Brasil, à época, eram casas, o que equivale a 49,85 milhões de casas, contra 13% (7,45 milhões) de apartamentos. Praticamente, a cada oito imóveis, sete eram casas e apenas um era apartamento.

É interessante também analisar o aumento que houve entre o Censo 2000 e o 2010. No início do século, havia 44,7 milhões de domicílios, ou seja, o aumento foi de 28,18% para o Censo 2010.

Caso haja o mesmo aumento entre o Censo 2020 em relação ao de 2010, o número de moradias chegará a 73,44 milhões. Porém, para confirmar, nos resta aguardar pela divulgação dos dados oficiais por parte do IBGE quando chegar o momento.

Portanto, em termos estatísticos, as casas ganham com sobras em relação aos apartamentos. Porém, quando se trata da sua escolha, os números não são o elemento mais importante.

O que fazer para escolher entre apartamento ou casa?

Quem busca saber como sair do aluguel se depara com essas duas oportunidades, ambas bem interessantes, mas com pontos fortes diferentes. Os seguintes pontos podem te ajudar a tomar a decisão:

Privacidade

Quem preza pela privacidade geralmente opta pelas casas, já que são imóveis particulares, em que não é necessário dividir o espaço comum com outras pessoas – a menos que haja outros inquilinos, parentes ou amigos no terreno.

Nos condomínios de apartamentos, é preciso respeitar a privacidade dos vizinhos, de modo a constituir um ambiente saudável e adequado para convivência, mas é fato que o cuidado deve ser redobrado.

Liberdade

Quando se fala sobre casas ou apartamentos, as primeiras trazem um nível de liberdade bem superior, já que o dono tem a possibilidade de modificá-la conforme desejar, inclusive em termos estruturais, estéticos e afins.

Não é preciso pedir autorização a outras pessoas para fazer tais mudanças (salvo em casos de condomínios horizontais, em que algumas restrições podem ser aplicadas), o que se mostra como uma boa opção para quem deseja ampliar a casa em um futuro próximo ou distante.

Segurança

Entre apartamentos ou casas, geralmente os primeiros oferecem um maior grau de segurança, já que há mais pessoas no mesmo espaço, o que por si só já diminui consideravelmente as chances de deixar o local desocupado ou vazio.

Pode haver seguranças que fazem o monitoramento do condomínio, além do fato de que existe um controle de acesso, ou seja, para adentrar no espaço, é preciso ter sido autorizado por algum morador, o que reduz as chances de surpresas inesperadas.

Despesas fixas

Quando se mora em um condomínio, em boa parte dos casos, é preciso pagar uma taxa para poder desfrutar dos recursos oferecidos, como segurança, portaria, manutenção das áreas de lazer e espaços comuns, por exemplo. Isso faz com que as despesas fixas possam aumentar.

No que tange às casas, esta é uma despesa que não existe. É importante fazer tal comparação ao optar entre apartamentos ou casas, já que é preciso prever o valor no orçamento para poder manter os pagamentos em dia.

Localização

Não há nenhuma definição neste sentido, mas geralmente os apartamentos são localizados em regiões de mais fácil acesso, como aquelas que ficam próximas ao centro da cidade ou a locais bastante movimentados.

Isso significa que é comum haver pontos de interesse na região, como escolas, mercados, hospitais e comércios, além de pontos de ônibus, estações de trem e metrô, por exemplo.

Também é possível haver casas localizadas em tais regiões, de fato, mas a situação oposta, que é ter um condomínio construído em um local de difícil acesso a comércio, educação, saúde e transporte, é mais rara.

Infraestrutura

A infraestrutura é um ponto positivo para os apartamentos, pois eles geralmente contam com áreas comuns, em que os moradores podem desfrutar de espaços como salão de festas, quadra poliesportiva, academia ao ar livre e recepção.

Além disso, as tendências na construção civil, arquitetura e design de interiores mostram que os espaços comuns têm muito a evoluir, também porque há vários apartamentos disponíveis no mercado cujo tamanho é consideravelmente menor do que o que era praticado antigamente.

Com isso, outros espaços diferenciados também costumam fazer parte da infraestrutura dos condomínios, como salão gourmet, espaço para pets, home office e sala de reunião, entre outras possibilidades.

Em relação às casas, para poder desfrutar de tais espaços, é preciso fazer todo o investimento para projeto e construção, o qual terá que ser arcado apenas pelo proprietário, diferente do que ocorre nos condomínios, geralmente já entregues com a infraestrutura e com manutenção rateada entre os condôminos.

Casa ou apartamento: depende de você!

Não é correto elencar os pontos anteriores como vantagens ou desvantagens de um modo geral. É claro que há diferenças entre as opções, mas o que é positivo para uma pessoa pode não ser tão bom para outra, ou seja, é uma questão de preferência.

O ideal é comparar esses e outros atributos para, então, saber qual é a que se enquadra em seu perfil, o que significará um investimento com o melhor custo-benefício possível.

Se você fez a comparação entre casa ou apartamento e ficou com a primeira opção, conte com a AGN, uma imobiliária em Sinop com mais de 40 anos de existência, e encontre o terreno perfeito para a construção da casa que sempre quis, com preços e condições que cabem em seu orçamento.

Posts Relacionados

Deixe um comentário